Profissionalizando-se como produtor de evento!

Tempo de leitura: 5 minutos

Quer investir no seu próprio negócio e produzir eventos? Ficamos felizes em dar dicas para ajudar você a abrir sua própria produtora!

Além de um CNPJ e toda a burocracia envolvida para oficializar a abertura da empresa, começar os trabalhos traz as peculiaridades do ramo. Para você não se perder, preparamos um guia básico com dez dicas para que você possa abrir sua própria produtora de eventos e se destacar no mercado.

Estude e compreenda o seu nicho de atuação

Antes de abrir sua produtora de eventos, faça uma pesquisa de mercado pensando em pontos importantes como, se sua cidade ou região está precisando de bons eventos diversos, se há algo que pode ser melhorado nos eventos locais, se você possui ideias novas e inovadoras, como poderá lucrar. Essa pesquisa precisa possuir respostas relevantes para que você possa definir como atuará. Além disso, lembre-se de que eventos não são apenas festas, incluem também congressos, shows, seminários, esportes, e vários outros. Uma ótima dica é procurar saber qual tipo de evento precisa ser melhor explorado em sua região e se especializar nisso.

Outro ponto crucial é, não ignorar os seus concorrentes. Da mesma forma que você possui pontos fracos e pontos fortes, as empresas concorrentes também os têm. A dica aqui é se espelhar no que elas têm de melhor e estudar as falhas para não as repetir em seu negócio.

Seja especialista em eventos

Para ser um produtor e até para abrir a própria produtora de eventos, é preciso conhecer um pouco de tudo: administração, comunicação, marketing, gestão de pessoas, etc. Procure ler sobre o tema, fazer cursos, buscar informações inerentes à produção de eventos. Conhecimento e criatividade são mais importantes do que experiência e, para se dar bem na área de produção, o importante é inovar!

Faça um planejamento financeiro

Coloque as contas na ponta do lápis e faça uma reserva. Faça um orçamento criterioso. Começar um negócio sem ter algum dinheiro guardado é um risco alto. Você deve estar preparado para imprevistos e também saber que o início é a estruturação do processo: destaque e lucros virão com o tempo. Economistas recomendam que você tenha uma reserva que consiga cobrir seus gastos, caso a empresa fique até três meses sem lucro.

Encontre bons consultores

Se você não entende nada sobre documentação necessária, nem contrato social, a melhor coisa a se fazer é contratar um advogado. É ele quem vai lhe auxiliar na hora de preparar a papelada, além claro, de lhe instruir com as questões de direitos e deveres que a sua empresa terá que cumprir. Um contador também será útil quando o assunto for a parte financeira.

Use a tecnologia e a internet a seu favor

Faça com que as pessoas conheçam a sua marca. Crie um site e divulgue o seu trabalho para o público. O mais importante é expor as informações sobre seu trabalho, contatos e portfólio. Não se esqueça de que é preciso saber divulgar suas produções. Para tal, utilize as redes sociais e a venda antecipada de ingressos online.

Além de utilizar a internet para ajudar na divulgação, é possível ainda utilizar de plataformas online para gerenciar eventos com mais facilidade.

Determine objetivos e metas

Uma empresa não consegue progredir quando não tem metas e objetivos bem definidos. Coloque-as no papel e estude as possíveis lacunas que ficarem abertas. Não se deixe abater pelos primeiros empecilhos que surgirem. O verdadeiro empreendedor é aquele que enxerga uma solução onde todo mundo só vê problema.

Pesquise e descubra os valores

É hora de pesquisar os valores, isso inclui desde seus gastos com a empresa, as produções e lucros estimados. Quanto você poderá cobrar pela organização da produção? O que seus serviços incluirão? É importante entender sobre finanças nesse momento, desde precificação de ingressos, custos de produção até captação de patrocínio.

Não se esqueça que o lucro por evento deverá ser dividido entre seus funcionários. Portanto, defina quanto você obterá a cada evento e como pagará seu time interno.

Invista na equipe

Antes de oferecer os seus serviços é preciso investir na sua equipe, desde o momento da contratação, até a rotina de trabalho. Ofereça treinamento de qualidade aos seus funcionários sendo eles, internos e terceirizados, isso irá auxiliar para que realizem um bom trabalho e demonstrem a identidade da empresa em cada ação. Se nem os seus funcionários souberem direito o que a sua empresa oferece e como agir, será mais difícil fechar um negócio ou trabalhar mais de uma vez com um mesmo cliente.

Obtenha bons fornecedores

Ao ingressar na área, é importante ter contato com uma lista de fornecedores. Uma boa ideia é fazer um check-list com o telefone de iluminadores, arquitetos, marceneiros, montadores de palcos, buffets, fornecedores de bebida, cinegrafistas, fotógrafos, assessores, equipes de limpeza e de segurança. Enfim, todo e qualquer tipo de serviço ou equipamento que você precisará para montar o seu evento evitando imprevistos e surpresas desagradáveis.

Realize networking

Quando se toma a decisão de começar a produzir eventos é preciso conhecer outros produtores, patrocinadores, assessorias de artistas, fornecedores, boas equipes de trabalho, dentre outros diversos contatos. Sendo assim, estar à frente de uma produtora de eventos exige que você seja um bom comunicador e saiba trocar ideias com pessoas do mesmo ramo sendo simpático e sabendo “vender seu próprio peixe”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *