Como tornar sua lua de mel romântica

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Que lua de mel precisa ser romântica, todo mundo já sabe né?! A escolha do roteiro influencia e muito neste resultado. Alguns destinos parecem já ter uma vocação natural para a celebração do amor. Seja pelas belezas naturais, seja pela estrutura para receber bem, fato é que Poços de Caldas, no sul de Minas Gerais é um dos destinos mais lembrados do Brasil quando o assunto é lua de mel. Com uma atmosfera bucólica, em meio as montanhas mineiras, a cidade é perfeita para os casais apaixonados. São inúmeras atrações. E se a viagem for curta e não der para ver tudo de uma única vez, não tem problema. Pensando nisso, nós preparamos sugestões de acordo com as estações do ano. Poços é uma cidade de clima ameno, mas muito variável, com mínimas abaixo de zero durante o inverno e máximas que passam dos 30 graus durante o verão. Informação importante para trazer as roupas certas na mala e fazer o melhor roteiro, de acordo com o termômetro. Pode acreditar: uma viagem só vai ser pouco!

 

Primavera

“A cidade das rosas e das águas milagrosas”, fica ainda mais linda durante a primavera. Muito arborizada e repleta de parques e praças, nesta época, estes espaços ficam ainda mais lindos de se ver. A Praça Pedro Sanches e o Parque José Affonso Junqueira, são pontos no centro da cidade, que valem a visita, especialmente nesta época. O Relógio Floral na Praça Getúlio Vargas, em frente ao Espaço Cultural da Urca é outra sugestão. O Parque Municipal é perfeito para caminhadas e a prática de esportes. Vale até um piquenique na grama. Outra dica é o Recanto Japonês, réplica de um jardim japonês da cidade de Kioto, com construções e vegetação típicas, além de mata nativa. Foi projetado pelo paisagista Katsuji Nagao e pelo arquiteto Tomio Kimura. O espaço tem um lago com carpas, uma casa de chá, plantas típicas, nascente de água cristalina e a Fonte dos Três Desejos, onde as pessoas atiram moedas e fazem pedidos por Amor, Saúde e Inteligência. O local passou por revitalização recentemente e tem entrada de graça. Perto do centro da cidade, tem fácil acesso e abre diariamente, das 8h às 18h.

 

Verão

Ideal para visitar as Fontes, Cascatas e Cachoeiras. No centro da cidade, a Fonte dos Amores foi criada em 1929, como forma de aproveitar os recursos naturais da Serra de São Domingos. O véu de água cai do alto pelos degraus de pedra, no meio do bosque, o que explica o nome da Fonte. No local, está a estátua em mármore, do italiano Giulio Starace: dois jovens abraçados que simbolizam o amor. Há também loja de lembrancinhas e quitutes feitos com milho. No Ribeirão das Antas, a cachoeira formada por três quedas d´água, faz corredeiras e avança em uma velocidade que impressiona. A cachoeira está dentro do Complexo Turístico Véu das Noivas, paisagem composta por mata ciliar e rochas. Pinheiros, flores e plantas ornamentais podem ser apreciados no passeio de Maria Fumaça. Tem ainda a Cascata das Antas, muito visitada pelos turistas. A Represa Bortolan oferece linda vista e a possibilidade de passeios de pedalinho, lancha ou escuna. Na orla, há restaurantes que servem refeições, bebidas e petiscos. Todos estes locais têm entrada gratuita.

 

Outono

O passeio de teleférico, com cobrança de ingresso, leva os visitantes até o Cristo Redentor. Com 30 metros de altura e 20 toneladas é o segundo maior do Brasil, menor apenas do que a estátua do Rio de Janeiro.  A 1.696 metros acima do nível do mar, quem vai até o Cristo, tem uma vista panorâmica da cidade. A Rampa de Paraglider, ao lado da estátua do Cristo Redentor, oferece visual único e atrai praticantes de voo livre. Também é possível acessar os dois pontos pela estrada asfaltada ou em uma caminhada pela trilha, na mata. Ainda no alto da Serra de São Domingos, com acesso por uma estrada de terra batida de cerca de 2 km, após a derivação da serrinha que leva ao Cristo Redentor, está a Pedra Balão. O monumento é resultado de erosões que formaram o conjunto de grandes pedras sobrepostas, com cerca de 10 metros de altura, de onde se tem uma vista linda do horizonte, com campos, fazendas e lagos. É possível alugar cavalos para passeios pelos arredores. Uma lanchonete vende bebidas e petiscos e há uma loja de artesanato também. A visitação é gratuita. O ideal é visitar o Cristo Redentor, a Rampa de Paraglider e a Pedra Balão em um único dia, especialmente se você estiver de carro. Como lá no alto venta muito e a sensação térmica parece menor, estes passeios não são muito aconselhados no inverno, quando as temperaturas mínimas na cidade são muito baixas e consequentemente, menores ainda lá em cima.

 

Inverno

Conhecida pelas fontes termais com águas sulfurosas que brotam do solo a 45º C, com propriedades terapêuticas e relaxantes. O centro da cidade abriga prédios tombados pelo IEPHA, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. O Complexo Hidrotermal de Poços de Caldas é considerado uma das melhores estâncias hidrominerais de todo o Brasil. Na Thermas Antônio Carlos, balneário que passou por uma grande restauração, são oferecidos vários serviços como banhos de imersão e outros tratamentos com águas sulfurosas. O prédio da década de 1930 já foi cenário da novela Alto Astral, da Rede Globo, recebeu o ex-presidente da república Getúlio Vargas e é palco de eventos culturais. Com 59 novas banheiras de hidromassagem, uma piscina térmica e áreas para banhos e ofurô, academia, jardim de inverno e espelho d´água, o local é um dos mais procurados pelos visitantes. As temperaturas mais frias também são um convite para conhecer as charmosas docerias e cafeterias de Poços. O Café Concerto, dentro do Parque José Affonso Junqueira, funciona onde antes era uma biblioteca. Privilegiado pela paisagem que oferece, tem no cardápio, sanduíches, tortas e drinks com café. Um passeio romântico e sobretudo, delicioso.

 

É claro que são apenas sugestões. Dá para visitar todas estas atrações, durante o ano todo. Basta preparar as malas, para não passar frio ou calor e se ainda assim, faltar alguma peça, a cidade tem várias malharias com peças lindas e bons preços. Comprar, definitivamente, não será problema. Para levar para casa, mais lembranças da viagem, tem lojas de queijo e doces, sabonetes com águas sulfurosas e artesanato. Poços oferece comércio diversificado, bares e restaurantes para completar o roteiro, com circuito gastronômico variado. Nas quatro estações do ano, lua de mel romântica é em Poços de Caldas!


Mais informações: Marketing Hotéis Nacional Inn
Aline Fallaci – Jornalista
(35) 3722 – 2350

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *